Clínica Aurea Lopes

  • Home
  • Saúde da Pele
  • Alergia no Inverno

Pele Hidratada e protegida o ano todo


No verão ou no inverno, pequenos cuidados diários podem fazer toda a diferença para a sua pele.

Alergia no Inverno

Banhos mornos, óleos vegetais, hidratantes e muita água. Essas são as principais dicas para você cuidar e proteger sua pele, unhas e cabelos na estação mais seca do ano.

No outono/inverno, quando a umidade do ar é mais baixa, as pessoas com predisposição genética chamada Atopia, que causa o desenvolvimento de alergias respiratórias e/ou cutâneas, a partir dos três meses de idade, também podem sentir o efeito do ar nessa época. No aspecto respiratório pode haver asma, bronquite, alergia de lã, pó, mofo, etc. A pele se manifesta com as picadas de inseto e tendência a eczema. A pele fica inflamada, vermelha, coça, forma-se o típico eczema alérgico. Em crianças, é bem comum nessa época e pode acometer face dobras cutâneas dos braços e das pernas. Para que a pele não sofra com o frio é importante intensificar a hidratação.

Dermatite seborreica: banhos quentes estimulam as glândulas sebáceas do couro cabeludo a produzirem oleosidade em excesso. Na presença de um fungo, o Pityrosporum ovale, esse processo leva à inflamação, à coceira e à descamação da camada mais superficial da região. Para prevenir, procure lavar os fios com água morna e enxágue bem os cabelos, retirando totalmente o xampu e o condicionador. É importante o uso de xampus a base de piritionato de zinco, melaleuca, ceticonazol e outros ativos que agem desinflamando e combatendo esse fungo. E lembre-se de secar sempre os cabelos!